2020 Novo desafio.

Como já falei anteriormente aqui no blog, com a homeopatia também fazemos Ciência com qualidade, metodologicamente correta, reproduzível e cuidadosamente avaliada. NÃO trabalhamos com crenças, “acredito que funciona”, “não acredito em homeopatia”, e assim por diante. Crenças são pessoais, crenças nas doutrinas são pessoais.

A homeopatia é uma especialidade médica, uma terapêutica usada há mais de 200 anos, e quando você afirma “não acredito em homeopatia”, no mínimo soa estranho, esquisito; é como não acreditar em ortopedia, em ginecologia, etc. que também são especialidades médicas. A homeopatia é apenas outro tipo de tratamento.

Read here in English!!!

Assim como algumas pessoas reagem melhor à dipirona, outras ao paracetamol, outras à homeopatia. Então seja ou não do seu agrado, com a Homeopatia também se faz boa ciência.

E com toda a tecnologia existente atualmente, com todos os recursos financeiros mobilizados pela indústria farmacêutica, a humanidade continua sem ter medicamentos que atuem diretamente contra vírus. Sejam viroses novas como Covid-19, não tão novas como dengue ou HIV, ou uma simples gripe.

As viroses são combatidas com medicamentos que as combatem indiretamente, como os analgésicos e anti-inflamatórios (que bloqueiam a inflamação=defesa) e nem sempre são bem-sucedidos. Vemos essa impotência da medicina atual inclusive em viroses simples como as gripes anuais. O médico geralmente prescreve repouso e boa alimentação, pois é necessário que o próprio organismos se defenda.

O médico precisa apostar que o organismo do seu paciente vai reagir, enquanto é tratado com paliativos. Quando os vírus são estáveis, sofrem menos mutações, as vacinas se tornam as principais ferramentas de prevenção, como acontece, por exemplo, com o sarampo.

Mas alguns vírus, além de mudarem constantemente, conseguem se esconder dentro de células de defesa, por exemplo, do linfócito CD8 ou das células de memória, e retornam no mesmo organismo, sempre que o sistema imunológico está deprimido como, por exemplo, o herpes vírus. Portanto a Covid19, essa nova pandemia, com um vírus que ainda tem um comportamento desconhecido, gera muitas incertezas.

Será que os anticorpos produzidos vão gerar uma imunidade permanente como na caxumba ou sarampo? Ou será que ele se esconde dentro de nossas células para ressurgir num outro dia?

Pelo que a imprensa internacional noticiou das ocorrências em alguns países, há sugestões de que a imunidade não é permanente, seria como a gripe, onde algumas pessoas adoecem duas ou três vezes por ano e precisam ser revacinadas periodicamente por causa das mutações.

E também há sugestões de que ele pode ficar latente e ressurgir quando houver condições apropriadas. O fato é que a atenção dos cientistas e da indústria farmacêutica está concentrada na observação desse vírus.

Mas o que pode suavizar nosso momento é que existe um complexo homeopático, o M8, resultante de mais de 20 anos e pesquisas, que comprovadamente modula o sistema imunológico, permitindo que o organismo reaja e se recupere.

Não bloqueando ações, pois a reação inflamatória é uma reação de defesa e não deve ser bloqueada, mas quando exacerbada causa o que chamamos de cytokines storm, que pode ser fatal. Portanto essa reação deve ser modulada, diminuindo a produção de citocinas pró inflamatórias, diminuindo as dores e o mal-estar.

Dificultando a multiplicação viral, identificando e destruindo as células portadoras dos vírus, levando à diminuição da infecção viral, permitindo que o organismo se regenere, dando tempo aos cientistas e à indústria de acharem um caminho definitivo.

E, o melhor, o M8 ativa o sistema imune inato sem efeitos colaterais.

Homeopathy Science

Dorly de Freitas Buchi

Mais informações nos sites abaixo:

www.bonaireswiss.ch/ourproduct

www.natelindia.com

www.modul8sa.co.za

No Brasil:

www.homeoterapica.com.br

1 thought on “2020 Novo desafio.

  1. Pingback:2020 – new challenges - Homeopathy Science

Comments are closed.